Ocorreu um erro neste gadget

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Antes que eu durma..

Eu ainda não acordei, na realidade eu ainda não dormi e já me pego a discutir as muitas razões deu tanto te querer, de te fazer motivo da minha existência todos os dias que eu vivo, na esperança, de te encontrar no meu amanha, em viajar pra Londres contigo no próximo verão.
Em jamais permitir que você se vá, se vá pra tão longe, que eu não mais possa encontrar, eu te devoro todos os dias ao te ver passar, mas que loucura é essa, que me cega, é não me deixa te confessar, - o tudo – tudo que sinto, penso, formulo e indago sobre ti.
Meu maior mal, meu maior desprazer, minha imensa perdição. Saber que te querer é um erro presente, indecente e adolescendo no meu viver, é de outrora insensato, te quero muito, tanto que disse ao meu eu, que por tanto te querer, morro e mato. Morrer não é um dos primeiros objetivos da minha vasta lista de afazer, matar não está pelo topo da lista, então
ti, vem se tornado ausente nos meus planos recentes, mas não à apago, dos meus objetivos.
Não posso, não devo e não quero, te quero comigo e por isso espero, a hora certa, aquela que o tempo se encarrega de nós oferecer, aquelas que os dias vão nós ensinando a viver, talvez até lá, aprendamos a nos suportar, e você mais, que aprenda a me querer, pois eu sim, te quero, como nunca quis alguém um dia, as vezes enquanto escrevo sobre o que sinto, perco alguns preciosos instantes ao imaginar “você”. Te vejo passar pela minha mente e isso me faz sofrer, quando digo que “perco preciosos instantes” refiro-me aos que poderia passar mais a escrever a você tudo que sinto, penso e aguardo, sobre ti, que um dia alguém encontre, todas essas escondidas juras, escondidas cartas, escondidos medos, todo esse encoberto amor. Suponho que não vou viver para sempre, logo, então entendo que não vou temer para sempre e uma hora dessas eu deva te encarar e me encorajar pra dizer, tudo que em mim, tu faz despertar, falar sobre esse ardor, citar toda essa paixão e não posso deixar de evidenciar, todo esse nervosismo composto por inseguranças que você me causa, malditos sentimentos, bem dito coração, alguns dizem que a inter ligações entre eles, eu nego, se meus sentimentos comandassem meu coração, não estaria eu a escrever essa madrugada, estaríamos nós envoltos em lençóis, satisfazendo-nos de nós.
                                                                         
                                                                                                                   carlos henrique.

4 comentários:

  1. UAAAAL.
    surpreendente! um menino cheio de talentos UAHSUAHSUHA. shoow *-* me amarrei...
    beijo, thamires Carvalho

    ResponderExcluir
  2. EU CURTI *-*
    tta foda brodi, quando eu precisar de algumas palavras que as vezes me fogem da mentte eu pego pra surpriender alguém, eeu adorei cara.


    DIGNIÇÇIMO DE VOCE!

    aah tami ae em cima e gatinha ?

    ResponderExcluir
  3. kkkkkkkkkkkkkkkkkkk. que coisa louca UAHSUHAS
    perguntando se eu sou gatinha ;P
    broxxante!

    ResponderExcluir