Ocorreu um erro neste gadget

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Relatos de um triste fim.

Desconheço o motivo de tudo isso, mas sou conhecedor de todas as circunstâncias que nos levaram a existir, foi preciso tempo, para que você e eu nos conhecêssemos de uma forma literal, para que passássemos a confiar um no outro, colhemos bons frutos de toda essa espera, seria uma grande desonestidade negar, o quanto ela valeu a pena, ao final.. Descobrimos o quanto ela nos beneficiou, mas com o passar do tempo, as conversas já não vai existiam, os carinhos já não eram tão involuntários como no principio, nossa harmonia não mais existia, as notas de nossas músicas tinham sido embaralhadas, passou mais algum tempo.. E sentimos faltas de coisas presentes no nosso inicio, tudo que ficou, foi à questão de como trazer de volta, eu como homem, não sabia como pedir que você voltes a me conceder toda aquela atenção de antes, você em alguns momentos se afastava de mim, sei que não sou teu proprietário, mas não nego que receber noticias suas me alegram, você erroneamente passou a achar que nossos encontros se limitavam a toques físicos, passou a acreditar que tudo não ia além da atrasam confundiu meus princípios e mau interpretou-me, mas ao final de tudo, o que eu mais queria era estar na sua vida, não apenas como um qualquer, mas fazer parte dela, atuar em meu papel, fazê-lo com desejo.. Poder me sentar contigo e ouvir teus anseios, ser conhecedor de cada reclamação e medo teu, voltar a ser a fonte de teus conselhos, como era no começo.. Lá, quando maldade não havia. Você se equivocou, quando deixou que nos transformássemos em apenas amantes, eliminando de nós toda a cumplicidade, nós afastou por ingenuidade, fazia com que eu ficasse semanas atordoado, sem ter uma boa noite de sono, pensando em como você poderia estar e quando finalmente o dia de juntos estarmos chegasse, você fazia com que não passasse de toques, beijos, sempre agia por meio de um disfarce, uma falsa alegria, um falso impasse.. Você nós negligenciou, fez com que eu fosse pra ti tempestade, quando na verdade eu quisera ser bonança. Agora, fico eu noites acordado, tentando desfazer toda essa incompreensão, também, tento descobrir o motivo de tu não ter me entregado teu coração, quisera eu mais do que qualquer outro homem possuí-lo, achas-te que a mim só teu corpo bastava, vós enganaste, pois de que me vale corpo, se não possuo a alma, se não estou em seus pensamentos em forma de segurança, conforto e calma.. Tiraste de mim a preciosidade de ser teus sorrisos, colocaste em mim o doloroso fardo de ser o anseio de suas lagrimas, sem que se quer eu soubesse o motivo de tal injustiça, frustrado fico, pois pra ti e por ti, não fui visto como amigo.. O que me fez pensar, o porquê de tudo isso, qual a razão de tanta infâmia, será que tudo isso foi causado por amores passados reprimidos por falsas verdades, ou será castigo presente, por ter tirado de outras a sensação de calma, o que sei bem é que tudo possui propósito, por mais que eu o desconheça. Com tudo quisera eu que soubesse que há semanas sofro por nós, que há tempos desconheço o que é dormir e não ter pesadelos nos quais você em cada um deles se desvencilha de mim, fazendo com que eu acorde assustado e derrame também como você lagrimas que me apunhalam diretamente na alma, devo eu ser muito incapaz pra não ter te dito tudo isso antes e só vir agora a por pra fora, tudo o que sinto, mas só agora quando nós já não existimos mais. O amor houve por trás das cortinas de um espetáculo que chegou ao seu fim.. Ao seu triste fim.    

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Incompreensão.

Eu não posso ser culpado, por tudo que você faz de errado, eu não posso ser culpado, por meu coração não ser mais a busula das minhas decisões, eu não posso mais deixar que você me domine dessa maneira, isso tem me sufocado, eu não estou mais vivendo por mim .. agora meu coração bate para que nos dois vivamos, o que convenhamos não ser algo sensato, me parece que apenas o meu coração trabalha para que continuemos, eu não sei até onde posso suportar .. Tudo que você tem feito foi por proporções erradas, você só tem lutado por alegrias momentaneas, já faz algum tempo que você não sabe o que é viver algo eterno, meu coração ainda pulsa por você, mas minha razão não mais te quer, já tentei por muitas vezes te fazer mudar, mas não é pra ser assim, cada um escolhe teu caminho, mas eu não sei o porque dessa sua insistencia em me fazer sofrer, me magoaria menos você me deixar, mas dolorosamente você continua a me agredir com essa insensatez, com veracidade você arranca lagrimas dos meus olhos, você que um dia me prometeu amor eterno e agora causa em mim, toda essa dor, dor que nem eu mesmo, que sou tão amante das palavras, chego a conseguir descrever, o que pretendes fazendo isso, me tirar o ultimo folego de vida? Vou te confessar que por mais que minha razão queira me levar a desistir de nos, eu não consigo tomar essa decisão, um dia te jurei, jamais deixar-te e eu o farei a não ser que essa vontade surja de você, você sendo leal a mim ou não, manterei minhas palavras, meu coração ainda acredita que você possa voltar a ser tudo que era antes, você é e sempre será minha maior conquista, não posso desistir de você agora que a tenho, por mais que suas atitudes deixam a desejar, acredito que o mal que hoje tu me causais, será dobrado se eu deixar-te, eu insisto em nós, por ao fim de tudo, escuto uma voz, a da esperança, que me anima, dizendo "ainda existe amor em nós".

( O amor foge a toda razão logica que você sustenta nos seus pensares, te alegra e de torna vulnerável a todos os males. )

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Oposições quase imperceptíveis.

Eu necessitaria de toda uma vida, se eu quisesse deixa claro aqui, todos os componentes que formam o amor, mas como meu intuito aqui, é mostrar a cada um, que é possível amar mesmo desconhecendo cada um deles, algo que é subjetivo e emocionante .. que transforma seres em felizes almas completas e sublimes , que é capaz de revigorar as forças quando você mais necessita, que é capaz de afanar problemas nas horas mais propicias, ele de que muitos reclamam e espraguejam, por sofrer dos males que ele também pode acarretar .. chamo a vocês derradeiros errantes de tolos, por serem capaz de crer que existe nos tempos de hoje algo que seja capaz apenas de prover felicidade, vossas maneiras de pensar estão destorcidas, acreditem que tudo é também tão capaz de entristecer, o mesmo tanto que é capaz de fazer feliz. Da mesma maneira que um beijo pode ser dado com amor levando você a provar do mel da boca de seu amor, ele também pode ser concedido por alguém que propaga o ódio, levando você a provar do fel do rancor. Com um abraço pode ser dado no intuito de levar a proteção trazendo o conforto de outro coração, também pode ser o símbolo da tortura, no sentido de espremer-te e parar teu coração. Um aperto de mão pode marcar uma lealdade, como pode ser o sinal de traição mais despercebido. Acredite o mal pode passar por você, sem que você o veja, não acredite que tudo que outrora parece bom, não possa ser usado como armas a te derrubar, saiba identificar, tudo que está a tua frente, pois até mesmo quem te confessa amor, pode estar querendo te parar. Nem sempre quem te diz “eu te amo” é quem realmente quer seu bem.

sábado, 8 de janeiro de 2011

Um conselho que voce provavelmente não vá seguir.

Chegam determinados momentos na vida, que são de suma importância, para que voce faça a diferença, transforme seus erros em acertos, manifeste suas emoções o mais sincero possível, sem se envergonhar de nenhuma si quer. Deixando coesa, sua vulnerabilidade humana ao amor,que até tu, pode ficar de coração apertado na falta de uma noticia, da sua pessoa amada, que nos momentos em que seus olhos se encontram com os dela, sua alma estagna num mar de contentamento, mas mesmo sendo propenso a tudo isso, seu mundo se discorda com as realidades apaixonantes do sentimento, que preferes pela manha, manter-se em solidão, ao ter um corpo quente e macio pra se abrigar, são em complexas situações como essas que nos pegamos, quando decidimos amar, quando deixamos, nosso raciocínio comum fraquejar, perante aos doces e incertos pesares do que é o amor. Fraquejamos tu, fraquejo eu, fraquejaria ele o mais poderoso dos seres, o supremo Deus, digno de reverencias infinitas, por amar seus filhos, que a todos os momentos fazem com que ele derrame lágrimas divinas. Não procure contemplar seus anseios sentimentais, como se fossem seus unicos objetivos para existir, transforme-se em uma redoma, cercada de pilares e que cada pilar, represente uma oportunidade unica, para viver algo novo, inconstante e inesquecível, por mais que ao passar das horas, dias, semanas, meses e talvez anos, a dor do que passou seja tão forte como a que voce sentiu no momento em que acabou .. Não me interprete errado, não venho por meio de minhas palavras, dizer que tu, não devas amar, ou se vincular tanto a uma pessoa que chegará um momento, que será impossível uma disvenciliação, SIM, digo torne cada amor uma irreverência boa, composta de momentos alegres, que te proporcione boas recordação, mesmo depois de seu doloroso termino, que cada dor que tu possa ter sentido, seja superada duplamente, pelas alegrias já vividas em quanto esse amor ainda tenha fundamentos, tão firmes quanto de uma rocha. Preserve-se, como pessoa, jamais domine, ou seja dominado por outra alma TOTALMENTE, chegar a este ponto, seria como vender-se por um preço baixo e não merecedor, tornece ligado a ela, da mesma maneira que ela se ligará a ti, pra que não percas o controle, e que tenha em suas mãos o que foi lhe dado por direito.


( amor, amar, sentir, viver e sonhar, nem sempre estão sintonizados, a falta de compatibilidade entre eles podem ostentar muitas lágrimas irreparáveis. )

sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Desabafo.

Eu não posso ser culpado, por sua auto-desistência, não posso ser julgado, por seus caprichos insensatos.
Jamais quis, que tudo aqui, tomasse o rumo que se tomou, o que iniciou-se com um sonho, tornou-se pesadelo, na fração de segundo que colocaste entre todas as nossas verdades, uma mentira sem lealdade e fútil. Sua infantilidade, fragilizou meu mundo maturo e forte. Essas incógnitas que formam nossas vidas, tornando inutil qualquer tipo de preparo mental, ou até mesmo um fortalecimento emocional, faz com que seja incapaz de se proteger dos sentimentos bons, belos e terrenos, e mesmo que eu passe toda a minha vida, lutando contra cada um deles, parece que com apenas um momento ele consegui me inutilizar, me vulnerabilizando .. em relação a tudo, mas com ênfase no que sinto por você, algo que não consigo identificar com clareza, já te dedico a bela frase " eu te amo ", porém não sei se sou totalmente verdadeiro ao faze-lo. Procuro respostas, num calabouço repleto de questões, não respondidas existentes no meu ser, como toda e qualquer outra coisa, não há facilidades aqui, na verdade nunca houve, foi difícil pra que nos tornassemos reais e está sendo ainda mais para nos ligarmos totalmente. Na verdade, não sei realmente se acontecerá, a principio tudo parece ser belo, inócuo e feliz, mas acredito ser apenas mais uma das incógnitas da vida, não vou ficar me iludindo, com o que possa me arrancar lágrimas futuramente; Sem motivos aparentes eu sou dar continuidade a tudo.

sábado, 1 de janeiro de 2011

Nao foi feito pra que faca sentido..

Uma revolta, um amor esquecido, uma dor notória de um clamor nao ouvido, a falta de criatividade de um rapaz perdido, talvez voce nao compreenda meu pensamento, minha maneira de ver, as ruas pelas quais eu ando, talvez nao tenham valor nenhum pra voce, meus sonhos, anseios e segredos jamais deixarei voce saber, me comprometem, me deixam vuneráveis a voce.. Nao me interprete errado, estar em tuas maos nao é atraso, mas deixar que me controles seria um pecado, farias tudo que quiseres comigo, tu tens vontade de vigar-te pelas lagrimas que a fiz derramar por mim, pelas esperas que a fiz passar, e com tudo isso sempre as maos voce se dispoem a me dar, colocou sempre aposto teus ouvidos para os meus desabafos, declamou a mim as mais lindas juras de teus sentimentos por mim, fizeste de mim um principe, enquanto papel de plebeu eu fazia, tenho todos e mais alguns motivos pra te render homenagens, mas nao as faco, por grande ironia e apesar de todo meu reconhecimento, como dizia minha velha e querida mae, " tu fazes de mim, gato e sapato". e mesmo com isso te respeito, segundo teus atos, a unica saida pra toda essa insensatez é que Deus te fez pra cuidar de mim, em meio a loucura do que é a minha vida, e que o amor que tu me rendes, seja da mais pura criacao do que ele nos ensinou sobre o que é amar.
                        aquele amor que voce rende, sem esperar a reciprocidade do outro, é o amor que futuramente te renderá as alegrias, aquelas de que hoje voce sente falta.


( texto criado, para os insensatos, feito pra que nao tenha sentido, escrito no dia 01/01/2011, por Carlos Henrique)