Ocorreu um erro neste gadget

sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Desabafo.

Eu não posso ser culpado, por sua auto-desistência, não posso ser julgado, por seus caprichos insensatos.
Jamais quis, que tudo aqui, tomasse o rumo que se tomou, o que iniciou-se com um sonho, tornou-se pesadelo, na fração de segundo que colocaste entre todas as nossas verdades, uma mentira sem lealdade e fútil. Sua infantilidade, fragilizou meu mundo maturo e forte. Essas incógnitas que formam nossas vidas, tornando inutil qualquer tipo de preparo mental, ou até mesmo um fortalecimento emocional, faz com que seja incapaz de se proteger dos sentimentos bons, belos e terrenos, e mesmo que eu passe toda a minha vida, lutando contra cada um deles, parece que com apenas um momento ele consegui me inutilizar, me vulnerabilizando .. em relação a tudo, mas com ênfase no que sinto por você, algo que não consigo identificar com clareza, já te dedico a bela frase " eu te amo ", porém não sei se sou totalmente verdadeiro ao faze-lo. Procuro respostas, num calabouço repleto de questões, não respondidas existentes no meu ser, como toda e qualquer outra coisa, não há facilidades aqui, na verdade nunca houve, foi difícil pra que nos tornassemos reais e está sendo ainda mais para nos ligarmos totalmente. Na verdade, não sei realmente se acontecerá, a principio tudo parece ser belo, inócuo e feliz, mas acredito ser apenas mais uma das incógnitas da vida, não vou ficar me iludindo, com o que possa me arrancar lágrimas futuramente; Sem motivos aparentes eu sou dar continuidade a tudo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário