Ocorreu um erro neste gadget

quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Suplicas de um fim.

Por mais que as coisas pareçam verdadeiras, eu olho para os lados e não enxergo sinceridade aqui, não consigo ver compaixão. Isso tem ferido meu coração, as palavras já são escassas dentro de mim, eu precisava te ver essa noite, não poderia passar dessa noite, acho que não vou ter amanha, será que a terei amanha? Se eu estiver por aqui me encontra, vamos tomar café, precisamos conversar, eu preciso te dizer o quanto tem sido difícil suportar esse vazio em mim, eu tenho te visto em tudo, em todos os lugares eu enxergo você, não dá pra te esquecer assim, alias porque “ nós “ acabamos?, Porque não existe mais você e eu? Onde foram parar aquelas muitas juras?
Tudo está meio pálido, o verde das matas se escureceu quando você partiu, eu já não vejo um alicerce para que eu possa caminhar, preciso de alguém que segure em minhas mãos constantemente, não estou sendo egoísta, eu só penso nas conseqüências, e se eu cair, como vou levantar? A muitas duvidas do meu eu, quanto a minha capacidade de seguir sozinho, sou homem, a imperfeição mora em mim, não tenho culpa de não ser alto suficiente, na verdade eu nunca quis ser, algumas ocorrências me ensinaram o valor do que é ter alguém pra se apoiar, eu pensei em você pra ocupar esse lugar, mas não pode ser assim, a minha frente vejo futuro, e ao seu redor o que existe? Meu tempo tem sido consumido, numa constante tentativa te ser feliz, e você com o que tem se ocupado?
Espero que tenha encontrado a felicidade onde quer que esteja eu vou divulgar isso, será que vai chegar até você? E quando chegar será que a mensagem foi escrita com sentimento suficiente pra que você entenda que essas palavras surgiram de mim?
Eu sou aquele que te roubou diversos sorrisos, o que atraiu o seu olhar varias vezes, quem te desviou da queda por muitos caminhos, as mais belas frases de amor foi eu quem te disse, todas as vezes que você chorou era com meu lenço que cada lagrima você enxugava, e quando forças você não tinha, nos meus braços eu te carreguei, me esforcei ao Maximo pra que não te faltasse nada um conselho, um abraço, uma gargalhada, até mesmo um simples “ boa noite, durma com Deus “. Foi de bom grado cada ação e faria tudo de novo se fosse necessário pra te ter de volta.

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Antes que eu durma..

Eu ainda não acordei, na realidade eu ainda não dormi e já me pego a discutir as muitas razões deu tanto te querer, de te fazer motivo da minha existência todos os dias que eu vivo, na esperança, de te encontrar no meu amanha, em viajar pra Londres contigo no próximo verão.
Em jamais permitir que você se vá, se vá pra tão longe, que eu não mais possa encontrar, eu te devoro todos os dias ao te ver passar, mas que loucura é essa, que me cega, é não me deixa te confessar, - o tudo – tudo que sinto, penso, formulo e indago sobre ti.
Meu maior mal, meu maior desprazer, minha imensa perdição. Saber que te querer é um erro presente, indecente e adolescendo no meu viver, é de outrora insensato, te quero muito, tanto que disse ao meu eu, que por tanto te querer, morro e mato. Morrer não é um dos primeiros objetivos da minha vasta lista de afazer, matar não está pelo topo da lista, então
ti, vem se tornado ausente nos meus planos recentes, mas não à apago, dos meus objetivos.
Não posso, não devo e não quero, te quero comigo e por isso espero, a hora certa, aquela que o tempo se encarrega de nós oferecer, aquelas que os dias vão nós ensinando a viver, talvez até lá, aprendamos a nos suportar, e você mais, que aprenda a me querer, pois eu sim, te quero, como nunca quis alguém um dia, as vezes enquanto escrevo sobre o que sinto, perco alguns preciosos instantes ao imaginar “você”. Te vejo passar pela minha mente e isso me faz sofrer, quando digo que “perco preciosos instantes” refiro-me aos que poderia passar mais a escrever a você tudo que sinto, penso e aguardo, sobre ti, que um dia alguém encontre, todas essas escondidas juras, escondidas cartas, escondidos medos, todo esse encoberto amor. Suponho que não vou viver para sempre, logo, então entendo que não vou temer para sempre e uma hora dessas eu deva te encarar e me encorajar pra dizer, tudo que em mim, tu faz despertar, falar sobre esse ardor, citar toda essa paixão e não posso deixar de evidenciar, todo esse nervosismo composto por inseguranças que você me causa, malditos sentimentos, bem dito coração, alguns dizem que a inter ligações entre eles, eu nego, se meus sentimentos comandassem meu coração, não estaria eu a escrever essa madrugada, estaríamos nós envoltos em lençóis, satisfazendo-nos de nós.
                                                                         
                                                                                                                   carlos henrique.

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Motivos.

Eu te odeio, por tudo que você me faz sentir, todos os dias minha vida, pelas sensações que você tem me causado, pelas lagrimas que rolaram do meu rosto quando se tratava do que eu sinto por você, por cada noite de sono perdida, por cada sonho jogado com você, por cada jura
verdadeira, dos meus sentimentos que fiz a você, pelas belas palavras que eu já direcionei a você, pelos muitos versos que já escrevi pra que você se surpreendesse e logo então, compreendesse o porque, e o quanto te amo. Das vezes em que eu corria pro mas distante que podesse de você, e não tive exito, das milhões de coisas que fiz pensamento, pra não pensar em você, das muitas vezes que ao ver um feliz casal a passar, imaginei que podessemos ser você e eu. Dos milhões de motivos, que encontro pra te odiar todos os dias, não serem maiores do que o unico e suficiente motivo que faz com que eu te ame, todos os dias da minha vida, ser você existir.

                                                                                                               carlos henrique

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Pré-sentir.


Por motivos desconhecidos, eu trago a você sentir o que pré-sinto...
o que entendo, o que observo, até mesmo o que me dizem...
com total discrição, repasso a vocês as angustias dos corações...
eu muitas vezes não compartilho, mas interpreto, mas de tanto o fazer...
eu venho me cansado, estou sobrecarregado de tudo isso e daquilo...
preciso de algo pra mim... -TEMPO - é o que tenho pedido...
mas não encontro, me envolvendo, vivendo, aprendendo e entendendo...
os seres, as forças, as igualdades, diferenças e sobre tudo as
individualidades, não tenho é enxergado a coletividade...
o que devíamos praticar com freqüência, não o fazemos...
estamos perdendo nossos tempos? Não sei... o que tem sido prazeroso para muitos
é tudo essa irreverência dos seres, tenho registrado, nos meus pensamentos.
nos dizeres, até mesmo nas minhas ações, -É - estou corrompido, como você...
como eles... mas confesso, é prazeroso, já faz tempo que não sei o que é
ser submisso a outro coração, o que aconteceu, desaprendi o que é amor.
Tenho vivido de paixões, prazeres e tristezas, sempre buscando o equilíbrio,
dentro de toda essa irreverência, desculpe, não vou acertar por agora...
preciso continuar, até que eu aprenda e em seguida, deixe de errar...
Não venha com suas julgas e esses seus desprazeres rancorosos ...
deixe-me viver... você quer sofrer, não posso, não eu!, Não sou capaz de mudar
teu querer, tome pra ti, suas opiniões, deixe-me viver.
                                                 
                                                                                                                                               Carlos henrique.

sábado, 23 de outubro de 2010

Seu labor.

O seu labor, - AH O SEU LABOR! – me da gosto ver passar, me da gosto ver você .. e quando começa a sambar eu não paro de dizer por meio do olhar o que eu seria se tivesse você, pode ser mentira o meu falar, mas não vai te fazer sofrer, você nem sonha com o que penso de você. Se mal é confiar em mim e achar que eu não faço sofrer,  eu te mostro um ser, você denota e enxerga outro corpo, outra alma, outro fogo. Só não me deixe saber, que eu posso te ter, por que se eu souber, não vou resistir a você, você já não resiste a mim, imagine se eu souber, isso pode acabar, eu não vou deixar, eu não quero que acabe, eu não quero saber dessa história de não ter, não ter o que hoje você desperta em mim, eu preciso disso aqui, vivendo, correndo nas minhas veias, é preciso. Então voltemos a falar de você, a falar em como sonho te ter, hoje você vai caminhar pra mim?! Hoje é dia de você correr, logo é dia deu observar, não consigo deixar de olhar. Veja essa passada de pernas eu viajo só de pensar, no prazer que vem do olhar, como seria no tocar, é difícil eu não viajar, é mais forte que eu, é descontrolante, olha esse seu olhar, não consigo não notar, quanto mais não te querer do lado de cá, e quando você dirige a mim o seu falar, e fico a bambear tentando acompanhar o movimento do seu falar, sua boca, - AH SUA BOCA! – como eu queria poder beijar, seria como o falsete do samba e o encanto da valsa. Te desejar, me faz um mal tão bom, é que complexo de se colocar, não sei como evidenciar, eu sinceramente prefiro continuar a desejar, a te querer e a não te amar, torna tudo real e mais fácil pra mim, pequeno mortal.
Permanecer assim, no anonimato de querendo e desejando o bem, te protegendo como um amigo de logo, um pequeno socorro presente no escuro, que sejam desconhecidos esses fortes desejos e que jamais eu tenha seu beijo. Eu não quero enlouquecer, corro riscos, os quais são paixão, amor e dependência, esses são os que não quero ter, esses são os atrativos ruins, que tiram a graça do jogo. Te ganhar, te ter e não saber se vou ter de novo.  E te negando tanto te quero o mesmo tanto.

                                                                                                                                 Carlos henrique.

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Poema " Ao dispertar "

Enquanto Meu Corpo Se Despertava .. Nos Mais Timidos Paços
Em Direção A Janela ..
Parecia Que a Precença De Algo Meu Coração Sentia ..
A Cada Passo no Corredor .. Era um Pulsar Mais Intenso ..
Quanto Mais Perto Eu Estava Quando Mais ..
Longe Eu Me Sentia ..
Estava Sendo Envolvido Por Algo Desconhecido ..
Enfim .. Cheguei Ao Lugar Esperado ..
Debrucei-me No Borda Daquela Mureta ..
Ao Olhar a Luz Eu Percebi .. Era Naquela Manhã ..
Que Tudo Estava Predestinado a Acontecer
Meus Olhos Encontraram Você ..
Meus Pés Caminharam Em Direção a Ti ..
Meus Batimentos Por Instantes Foram Seus ..
Pena Que Tudo Acabou Quando Aquele Raiar Do Dia
Era Mais Um Sonho Meu.

                                                                                                                    Carlos henrique.

A falta que você faz.

Hoje eu acordei sem você.
Ao olhar para o lado e não poder te enxergar foi tão triste bateu aquela vontade de me desesperar
coloquei a mão sobre minha cabeça pressionei tão forte meus punhos era como se houve sobre mim, todo o peso do mundo foi doloroso, mas é algo que se tornou tão constante que já tive a decepção de me acostumar, nego ao meu ser todo os dias, esse costumo tolo de acreditar que não vou ter-te para mim, não posso acreditar que uma história que começou com seu “ era uma vez “ não mereça ter seu “ foram felizes para sempre “ eu todos os dias solto novos suspiros quando se inicia uma conversa na qual se trata de você, nas minhas falas sempre a partes que encontro você, não acredito que isso vá acabar assim meu mundo não foi o mesmo depois que descobri o amor que a em ti das palavras que você me disse, em cada uma delas fui capaz de decifrar cada tonalidade de verdade que você queria passar dos sonhos que tive com você, eu nunca vou ser capaz de esquecer porque você transforma meu dia, da onde você estiver por mais que do meu lado eu não te encontre, nos meus pensamentos não vai deixar de estar, em meus sonos sempre vai habitar, nas minha palavras se te procurarem sempre vão achar, você foi entalhada em mim pra nunca mais sair, mesmo que um dia você decida ir, partes suas vão restar muitas coisas ditas não podem se apagar, com a facilidade que foram escritas só vejo dificuldades para dissipar, te vejo, te encontro basta eu com você querer estar, poucas vezes fisicamente nos temos, sempre sobrenaturalmente nos encontramos.

                                                                                                                      Carlos henrique.

Um pouco sobre sentimento.

Eu Realmente Me Cansei, De Ser Um Grande Lago .. De Palavras Bonitas e De Doces Ações.
Já é Hora De Deixar o Instinto Falar Mais Alto .. Deixar Que As Ações, Expressem Melhor o Que Com Palavras Pare Que Muitos Não Querem Hoje ..
Vou Deixar Pra Traz Tudo De Belo, já Dito Por Mim.
Vou Olhar Pra Frente, Enxergar Com o Tato Das Palmas De Minhas Mãos ..
Deixar Que Meu Paladar, Saboreei o Mais Saboroso Calicé De Vinho ..
Não Gritarei Quando Precisar De Socorro, Simplesmente Fecharei Os Olhos Na Esperança ..
Que Outros Escutem a Batida Do Meu Coração Se Acelerar, Querem Dizer
 “ Eu Preciso De Ajuda.”
Será Que Seu Odor é Tão Puro, Que Minhas Narinas Serão Capazes De Identifica-lo
a Essa Distancia ..
Me Diz o Motivo De Seu Corpo, Permanecer Tão Afastado De Mim ..
Mesmo após Deu Ter Revelado a Você o Que Eu Jurei .. Nunca Ninguém Iria Saber
Porque Eu Ainda Estou Aqui, Sentado, a Escrever .. Quando o Que Eu Realmente Quero é Caminhar Em Direção a Você?

                                                                                                                 Carlos henrique.

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Insensata auto-discrição.

Eu sempre tive vontade de me mandar um depoimento, e tipo não vai rolar de ser aqueles mines não, vai ser algo de verdade, dizendo coisas sobre mim, então vamos lá que são poucos caracteris. Eu meio que me apressio bastante, as vezes as pessoas tem uma visão muito distorcida de mim, acho que algumas se deixam levar pelo meu lado idiota, outras pela minha beleza, outra pelo meu bom humor, só sei que de alguma forma eu conquisto a atenção, a dedicação das pessoas. O que me deixa encabulado é que nem sempre isso vem de uma forma verdadeira, as vezes vem meio que por interesse, por sadismo, ou simplismente pela satisfação de enganar, acho isso sujo e repuquinante então não faça, ok? Penso que se você respeitasse e tentasse ao menos compreender o meu lado, descobrir em mim minhas qualidades, dentre elas vou citar algumas, objetivisto, bom humor, compreensão, atenciosidade, respeito e educação .. como essas boas eu também tenho as não tão boas como o sarcasmo, a ignorancia e o meu impulso é bem contrangedor
Falar de mim mesmo, mas eu acredito que quem é capaz de se auto definir, de se auto intitular a si mesmo, tem um formação de carater bem prodigo. Dentre as minhas boas qualidades também se é capaz de observar esse meu lado "OBSERVADO" capaz de notar nas pessoas, todo e qualquer rasto de alegria ou de tristeza, traços de seu carater em suas atitudes, mas ainda cometo um dos maiores erros que é confiar nas pessoas esuberantemente, o que não é promissor por que isso atrai um certo atrazo, convenhamos que a maioria das pessoas, por mais que achegadas a você, são um tanto invejosas, ou as vezes nem isso, são insatisfeitas com as suas realizações e por meio disso nem sempre se alegrar com insatifações alheias, causando uma repercursão enorme dentro do que intitulamos "inveja". Quem é capaz de notar, vai perceber com o tempo que eu não tenho capacidade de difamar alheios, dentro do meu ver, isso aparece meio que como perca de tempo, e considero perder tempo algo bem desnecessario e tolo, se você pode ganhar +
Porque você vai opinar em perder? Essa minha auto-definição, não se baseia em impressionar ninguém, nem em muito menos causar algum tipo de rancor, eu tive vontade, de pelo menos uma vez falar de mim, falar do que faço, de como eu ajo, de como eu enxergo as coisas, acho que muitas vezes eu me calo muito e por isso sou incompreendido, as vezes me escondo atras dos meus textos romancitas e poemas que faço. Nem sempre eu deixo claro dentro deles um carater eminente, nem sempre eu foco que respeito todo e qualquer tipo de diferença, desde que você saiba respeitar minha linha de pensamento, não tente me converter ao seu modo de vida, falhará insesantemente nesse proposito, porque eu sou o que quero ser, não o que impoe para que eu seja, eu estou passando por uma confusão enorme de idéias um desapego maior ainda de sentimentos e minha mente mal sabe compreender as materias escolares, essa fase sa adolescencia está sendo complicada demais a ponto de me tirar muito da pouca sanidade que tenho, tente me entender
mais, me aceitar mais, não me julgar, e tente ser mais digno nas suas colocações, respeitando as minhas, eu prometo que vou respeitar a sua, só não sei se vou aceita-las, mas ouvi-las e respeita-las isso eu farei. Eu torno tudo mais facil ao meu redor, a compreensão, as discurções, desde que você siga a minha linha de pensamento, quanto a facilidade vai entender que faço de tudo para manter uma coisa que aos mais velhos chamam de "TEORIA DA BOA VIZINHANÇA". Não pense que é hipocrizia, eu também me estresso, também sinto raiva é normal, é humano. A minha diferença é que o mais que posso fazer para não sentir essas coisas eu farei, nem sempre também você me verá triste, mas acredite nem sempre o sorriso na minha fase é espontaneo e verdade, quando preciso fingir sorrisos é quando acredito que meus problemas são tão complexos quanto os seus, por isso não os divido. bom é isso, um pedaço de mim. Fim.

                                                                                                                                    Carlos henrique.