Ocorreu um erro neste gadget

sábado, 12 de março de 2011

O amor casou..

E mais uma vez eu calava a minha razão, para dar ouvidos a voz do meu coração.. Que dizia em grosseiras frases “deixe se levar por esse sentimento”.. E com o passar do tempo eu fui me entregando cada vez mais, deixando que tudo me envolvesse mais do que eu já me mostrava envolvido, abdicando de tudo, dos prazeres reclusos, dos amores antigos, das palavras facilmente esquecidas, das juras inseguras, das risadas fingidas ... Eu agora  passei a buscar o inacabável, o irreversível, o que me torne digno e capaz de amar.. quando se tem tudo que quer, poucos de nós sabemos dar valor, quando lutamos pelo que realmente queremos, passamos a reverenciar o que com tanto mérito nós foi concedido, hoje sou aplaudido por ter você, me sinto honrado por te amar, mesmo que em meio a todo esse sentimento eu seja tomado por desconfianças distintas, por almas duvidosas, que são incapazes de conceder uma segunda chance a um coração que um dia teve o propósito de fazer sofrer. A quem diga que sou muito corajoso ao me entregar assim, a esse sentimento que por hora parece não ter fim .. algumas experiências passadas, alguns amadurecimentos e lagrimas derramadas retificam essas colocações, que deveras eu respeito, mas num trajeto onde o objetivo se trata de ser feliz somos colocados em meio a essas incógnitas, em meio a essas duvidas, mas qual outra causa esses impasses da vida tem a não ser nós colocarmos numa posição de risco, que podemos retroceder ou não, ao amadurecimento conseguido. Já venho repetindo algumas vezes essa mesma frase, tenho deixado claro o quanto novo está sendo pra mim.. “Fazia tempo que eu não amava assim” .. A distancia me faz suplicar pela sua presença, a saudade me submete a te ver em todos os rostos que no meu dia aparecem, o amor me faz criar as mais belas juras já ouvidas por você, nossa ligação faz com que meus pensamentos estejam na mesma freqüência que os seus. E em meio a tudo isso eu só sei te querer e te pedir pra ficar, fazendo com que isso nunca possa acabar, pois a dor de não te ter, seria superior ao amor que sinto por você e meu maior medo é que isso faça com que eu seja sucumbido. Tornou-se pra mim meu principio, meio e fim. E não me constranjo ao dizer que tudo é novo pra mim, não seria eu merecedor se mentisse assim, mas não há novidade melhor do que amor por assim. E com o passar das horas eu só me surpreendo mais, descubro mais.. Como no primeiro abraço eu passei a saber que o encaixe de nossos braços foram simetricamente criados, ou como no primeiro beijo que tomei nota que nossos lábios vieram a existir para que um se unisse ao outro, no mais envolto selar de um beijo.. E depois então no entrelaçar dos dedos descobrimos juntos os reais valores da nossa união.. E quando só estou, você toma meus pensares como furacão, mais uma vez provando a mim que nascemos para sermos um só.

Nenhum comentário:

Postar um comentário