Ocorreu um erro neste gadget

domingo, 9 de outubro de 2011

Poema incompleto - Infindável amor -

E mesmo que tudo me faltasse... o teu amor me bastaria.
Então, eu sobreviveria... Não de sonhos, mas de alegria.
Se passariam os dias, as semanas, os meses, então, os anos
se passariam, mas o amor, ainda sim existiria como estrelas
na imensidão da noite, ou como o azul do inundar dos oceanos
nos existiríamos por longos e infindáveis anos.








Cumpra a sua promessa de ficar pra sempre, sem jamais me deixar partir, sem deixar nosso “pra sempre” acabar.


Nenhum comentário:

Postar um comentário