Ocorreu um erro neste gadget

sexta-feira, 13 de maio de 2011

Silêncio. ( Obra feita em parceria com http://coracaovulneravel.blogspot.com )

Esse teu silêncio acaba comigo, me mata por dentro cada vez mais. Prefiro lhe ouvir dizer que não me ama, do que me amar em silêncio espera que teu silêncio não se transforme em algo pior, talvez em ecos de tristeza. Sua voz é linda, suave, e teu silêncio ensurdecedor. Me leva a calma, faz com que eu sinta dor, não é possível que sejas tão vil, de maneira que me tire a calma e me leve a paz, se é que eu a tenho, pois ela não me apraz sem ti, não sou capaz.
O Silêncio que você me presenteia é forte e tenaz, horas supera meu amor, de forma que eu não o queira mais, mas é sufocante não te amar, tanto que desconhecer tuas sensações só piora e faz com que doa mais, muitas vezes mais. Sou fraco, solitário sem ti. E choro, todas as vezes que percebo que não estais aqui. Junto a mim, com esse teu cheiro de doce jasmim, porque tu fazes assim? Tirando-me tudo, tirando até o que não possuo.. minha própria vida.
A vida que você tomou pra si.

Nenhum comentário:

Postar um comentário