Ocorreu um erro neste gadget

quarta-feira, 25 de maio de 2011

Falta amor..

Recuperar a força pra viver, encontrar dentro de si algo que te motive a lutar, aquilo sempre esteve ali, mas parecia que uma venda te encobria o olhar e não o permitia ver o que nitidamente era reproduzido nos teus pensamentos, um abrir de olhos, você se pega numa visão turva, não consegue saber o que está vindo em sua direção, mas consegue finalmente ver o que sim pode te deixar vulnerável e te fazer cometer loucuras deverás arriscadas e incompreensivas, você se pega em meio a paixão, tal como ela que incendeia tua alma na mais calorosa das fulguras do prazer de existir e então com o passar do tempo, as músicas que antes pareciam sem sentido passam a ser compreendidas por você, você nota uma contemporânea mudança em tuas individualidades e passa ser uma pessoa solidária e pensativa, surge rumores de que você está a amar e você nega até a morte querendo esconder o que passa no teu interior por achar vergonhoso e desconhecer o que é o amor. Você para os alheios não se permite ser fraco, sempre com uma fagulha de razão na ponta da língua e uma agulha em tua mão para espetar o primeiro que cometer um deslize que você por ser quem é não vai deixar passar, mas aquilo permanece em você e cresce como uma planta, porém não é de água e luz solar que o mesmo cresce, é sim de bons sentimentos, compaixão e devaneios de enobrecimento pelo amor, tudo que antes era importante pra você passa a ser fútil e ilusório, novas características passam a ser traçadas em tua personalidade, não queres mais aventura, passa a valorizar o que pode ser duradouro, busca a objetividade em tudo e trata de seus sentimentos em primeiro plano e que contradiz um passado de tormentos e dor. Você hoje vive em meio a serena culpa de conhecer o tal do amor, que muitos temem e deixam que o rancor se prolifere em seu lugar, direcionando-se a um caminho de perdição, porque quando mais ferido for teu coração, mas demorada essa possível cura se torna, você se alegra por ter batido a tua porta essa felicidade, mas por solidariedade se entristece, pois quando os demais decidirem amar, será muito tarde e o tempo da cura pode ser tão extenso e a morte os abraçará, mas a magoa desse sentimento (amor) não se dissipara dos outros corações.

Nenhum comentário:

Postar um comentário